Dresden University, Dresden, Germany.

Visita realizada no dia 07 de setembro de 2015 de 9:00 até às 17:00 horas. A visita iniciou-se pela apresentação das equipes de Dresden e da UNIFEI: Professor Michael, Pesquisador Sebastian, os estudantes de doutorado Lars e Christopher, e pela UNIFEI: o professor Marco Antônio e o aluno de doutorado Fábio. O Prof. Dr. Marco Antonio fez uma apresentação da UNIFEI e do Grupo de pesquisa GETEC. Logos após o professor Michael fez uma exposição das atividades do grupo de pesquisa de Dresden no tema oxi-combustão para o carvão mineral. Em seguida, o Prof. Dr. Marco Antonio fez uma apresentação do Projeto de Simulação Numérica em CFD do Processo de Oxi-Combustão Aplicado ao Carvão Mineral Brasileiro para Geração Termelétrica, mostrando os objetivos e as metodologias e procedimentos desenvolvidos. No final da apresentação algumas questões foram colocadas para os representantes da equipe de Dresden relativo a possibilidade de cooperação técnica, o uso do laboratório de Dresden para caracterização e ensaios de oxi-combustão, assim como a cooperação no desenvolvimento de um projeto em conjunto, semelhante ao de Dresden, para projetar e implementar um laboratório no Brasil.

A ideia foi aceita pela equipe de Dresden e iniciou-se um rascunho das bases deste projeto que deverá ser escrito em maiores detalhes para apresentar aos órgãos de fomento no Brasil e na Europa.

Após o almoço foi realizado uma visita no laboratório onde foram apresentadas as unidades de teste: unidade carvão pulverizado e a unidade de leito fluidizado circulante para os regimes combustão convencional e oxi-combustão. A figura 1 foi tirada no laboratório em frente a unidade de carvão pulverizado para os regimes convencional e oxi-combustão.

 Figura 1 – Visita ao laboratório de oxi-combustão da Universidade de Dresden, Alemanha.

Figura 1 – Visita ao laboratório de oxi-combustão da Universidade de Dresden, Alemanha.

No dia 8 de setembro de 2015, de 9:00 até às 13:00 horas houve uma reunião para tratar da possibilidade de se fazer a simulação em CFD, na UNIFEI, usando os dados experimentais do carvão alemão utilizado na unidade de oxi-combustão de Dresden para validação dos modelos de turbulência, combustão e radiação. O objetivo é a partir desta validação fazer a simulação da oxi-combustão em CFD do carvão brasileiro. A equipe de Dresden concordou e se mostrou disposta a ajudar e passar todas as informações necessárias para que a análise da oxi-combustão brasileiro seja possível.

Os modelos da cinética química do carvão brasileiro serão realizados no reator de cinética química de Dresden, para isto será enviado uma amostra. Com esta informação a simulação numérica apresentará melhores resultados termoquímicos.

Algumas publicações e teses foram passados para a equipe da UNIFEI que certamente irão ajudar no desenvolvimento do trabalho.

Abaixo, na Figura 2, são mostradas duas fotos tiradas durante as apresentações.

 Figura 2. Fotos das apresentações do Prof. Dr. Marco Antônio (UNIFEI) em Universidade de Dresden, Alemanha.

Figura 2. Fotos das apresentações do Prof. Dr. Marco Antônio (UNIFEI) em Universidade de Dresden, Alemanha.